Portal Nosso Meio

Lista de transmissão

Zoi Restaurante lança prato que terá venda revertida para o projeto social Be Happy Music Club

Redação

O Zoi Restaurante, que integra o complexo Colosso Fortaleza, se uniu ao projeto Be Happy Music Club na luta pela inclusão social por meio da arte. O restaurante lança nesta quarta-feira (9/12) o Kokoda, um novo prato assinado pelo chef Ivan Prado, que terá o lucro das vendas revertido para o projeto social. O Be Happy Music Club auxilia no desenvolvimento da saúde mental e física de crianças com deficiência e promove a inclusão social através de programas musicais. O projeto, fundado pelo cearense André Comaru, está presente em cinco escolas para educação inclusiva nas ilhas Fiji, onde mora André, com previsão de implementação no Brasil em 2021.

 

“Ficamos muito felizes de poder nos unir com um projeto que tem como missão tudo aquilo que o Colosso acredita: o respeito e a arte como transformadoras do mundo. O prato fica disponível no Zoi durante todo o mês de dezembro e convidamos o público a essa experiência gastronômica única e muito consciente”, destaca Eduardo Castelão, CEO do Colosso.

 

O Kokoda é uma espécie de ceviche típico das ilhas Fiji, país de origem do Be Happy Music Club. É feito com peixe branco marinado em limão e sal, temperado e banhado no leite de coco – receita super refrescante que  tem forte influência da gastronomia indiana.

 

Mais sobre o Be Happy Music Club

Por meio da música, o projeto Be Happy Music Club busca reduzir as desigualdades e reconectar as crianças com suas famílias e comunidades. A música trabalha a ansiedade e os efeitos físicos do estresse, promove a auto expressão, cria uma atmosfera positiva e melhora a comunicação e as habilidades motoras. Mais de 200 crianças com deficiência participam dos programas musicais oferecidos semanalmente e gratuitamente. Dentre as práticas do projeto estão: sessões clínicas de musicoterapia, sessões de musicalidade, classes instrumentais, de dança, de canto, de criação de letras e apresentações.

O projeto tem expectativa de chegar ao Brasil em 2021. Em Fortaleza, o Happy Music Club vai gerenciar os programas musicais do Instituto Povos do Mar (IPOM) e atender crianças com deficiência das comunidades do Titanzinho, Serviluz e Praia do Futuro

Mais informações sobre o projeto no site www.behappymusicclub.org e no Instagram @be_happy_music_club.

 

*Texto Divulgação

COMPARTILHE ESSA NOTÍCIA

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp