Portal Nosso Meio

SG 360 Internas

VTs Publicitários reforçam tendências e novos formatos de mercado

Redação

O VT publicitário é uma das ferramentas de comunicação mais fortes que existe, pois pode ser veiculado em TVs abertas ou por assinatura, redes sociais, sites e canais de vídeo da internet ou mesmo em circuitos fechados empresariais. O seu alcance e potencial de utilização é amplo. O desafio que impõe condensar uma mensagem em poucos segundos ou uma longa história empresarial em alguns minutos, faz do filme publicitário uma forma de arte.

 

O Nosso Meio conversou com Vinicius Augusto Bozzo, Diretor da Sinfonia Filmes, produtora audiovisual em Fortaleza que atende VTs Publicitários da Capital Cearense e São Paulo. 

 

Segundo Vinicius Augusto, o VT publicitário possui algumas diferenças dos anos 1990 até início de 2000, para hoje. O fato principal é a transformação da mídia TV e as diversas janelas de exibição audiovisual que temos atualmente. “Antigamente, fazíamos um belo vt conceitual oud e varejo, com um bom jingle, bom slogan e de acordo com o poder financeiro do cliente era possível alcançar rápido retorno colocando apenas em bons horários em uma grande emissora de TV aberta. Hoje, só a televisão não basta. E mais, dependendo do público e do tipo de anunciante a TV talvez nem seja o local ideal. Com a internet e os diversos formatos, o antigo VT, que prefiro chamar de produção audiovisual ou vídeo, ganhou muito mais potencial”.

 

O diretor explica que a maior tendência que vê é que o antigo VT Publicitário agora está muito mais multifacetado e com diversas possibilidades de exibição com tv, internet, celular, mídia indoor dentro de elevadores, projeções em prédios e por aí vai. Seus formatos também estão diferentes. “Agora temos vídeos com seis segundos antes de começar um conteúdo no YouTube, até as séries de conteúdo sem diversas possibilidades de tempo de exibição. Existem ainda os vídeos na vertical para stories, vídeos horizontais, quadrados, retangulares e 360 graus, além da Realidade Virtual (VR)”, acrescenta.

 

Formato Online

O maior desafio dentro da internet é a competição com a quantidade de estímulos que ela oferece ao usuário. Os VTs competem com milhares de conteúdos de diversos formatos e de acordo com o diretor da Sinfonia Filmes, a publicidade precisa ser mais assertiva e criativa para conseguir a atenção do espectador. Para isso o audiovisual é fundamental.

 

“Por outro lado, a segmentação e a possibilidade de atingir nichos específicos a partir dos dados que os próprios usuários fornecem é uma vantagem. Além da união entre publicidade e conteúdo relevante para o usuário. O cliente final precisa estar engajado com a marca, essa união ajuda muito neste processo”, conta.

 

Resultados

Hoje, a Sinfonia Filmes é uma produtora que tem sua maior demanda nas produções audiovisuais para internet. Cerca de 70% das produções são webséries de conteúdo para canais das marcas, documentários, vídeos institucionais para as empresas, e até aulas e cursos que cresceram bastante. O chamado branded content é a grande demanda.

 

A produtora está focada em criar conteúdos na internet mesmo ou em parceria com os departamentos de marketing dos clientes ou suas agências. “O nosso diferencial está na equipe de criação. Temos na área de roteiro e de planejamento de produção os dois pilares principais. A gente sabe que a criatividade precisa andar com a viabilidade financeira das produções. Para isso, possuímos uma equipe de roteiristas dedicada a trabalhar nessas demandas, estamos sempre em eventos para conhecer as novas realidades do audiovisual para aplicar em nossos trabalhos. Além disso, possuímos toda uma cadeia produtiva criativa como músicos para trilhas sonoras originais, equipes de animação, locutores, atores e diretores que é montada para realizar cada projeto”, explica Vinicius.

 

Impactos

O online já impactou e veio para ficar. Cerca 1,5 bilhão de usuários do YouTube assistem a 1 bilhão de horas de vídeo todos os dias. Quase 65% das impressões de um anúncio no Instagram vem de vídeos. “Nossa produtora utiliza a linguagem audiovisual para ser o fio condutor da mensagem. Se ela estiver na internet, na tv ou na tela do cinema antes do filme, terá os ajustes necessários para a janela, mas a base é o idioma audiovisual”, diz.

 

“Neste sentido, o que eu percebo, é que a hegemonia dos VTs Publicitários das grandes emissoras já não existe mais. Os engessados formatos de 15, 30 e 60 segundos nos blocos de intervalos já é algo que precisa ser revisto. Um intervalo no Jornal Nacional ainda pode funcionar, mas isso não será para sempre. O poder do efeito zapping, do controle remoto na mão do espectador, os conteúdos em streaming que são assistidos quando se bem quiser e a competição com formatos como podcasts, séries na web, youtubers e ebooks empurrarão a produção audiovisual para um lugar cada vez mais criativo, engajado e para um público mais direcionado”, explica o diretor.

 

Mercado local

Falando em qualidade técnica, profissional e de entrega, o diretor conta que Fortaleza não deixa nada a dever para nenhuma cidade do Brasil. “E falo isso não pela Sinfonia Filmes, falo por uma grande maioria das produtoras que temos aqui. O talento e a capacidade de realização de Fortaleza são incríveis, inclusive com produtoras premiadas e com clientes de nível nacional”, esclarece.

 

Vinicius Augusto explica que ainda ainda há uma diferença que é esse cenário de centralização em São Paulo e Rio de Janeiro que é algo da própria economia, não apenas do setor audiovisual. E por conta de toda essa histórica diferença, eles têm um cenário econômico mais maduro e lá estão boa parte das tomadas de decisão das grandes marcas.

 

“Isso é uma clara diferença, mas que está mudando bastante. Faço parte da Câmara Setorial do Audiovisual do Ceará, órgão ligado a ADECE (Agência de Desenvolvimento do Ceará) que reúne entes da cadeia produtiva e vejo que é necessário também esse engajamento das empresas produtoras. Quanto mais o mercado se conecta melhor para todos. De dentro da CSA tem saído boas ações de conexão com outros setores da economia no sentido de valorizar a produção audiovisual, seja ela de cinema, documentário, televisão ou publicidade”, finaliza.

 

Confira VTs produzidos pela Sinfonia:

 

Para mais informações, acesse o site.

COMPARTILHE ESSA NOTÍCIA

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp