Portal Nosso Meio

SG 360 Internas

Unimed Fortaleza completa 43 anos destacando os profissionais e as ações de inovação

Redação

Em um ano marcado por grandes desafios, a cooperativa tornou-se referência no atendimento de combate ao coronavírus, trazendo investimentos em infraestrutura e novas tecnologias para os serviços ofertados aos pacientes

 

O ano de 2020 foi um dos mais importantes na história da Unimed Fortaleza. A Covid-19 trouxe desafios para todo o sistema de saúde – instituições, profissionais e pesquisadores -, e alterou o cotidiano das pessoas, causando insegurança, inquietação e medo na maioria da população. Dentro desta realidade, a cooperativa, assim como milhares de centros de saúde pelo mundo, precisou reorganizar processos internos, modificar parte da sua estrutura física e capacitar profissionais para o enfrentamento da pandemia. E, neste cenário, no último dia 9 de janeiro, a instituição completou 43 anos de existência em plena evolução, trazendo como protagonistas todos os profissionais que estiveram à frente deste momento desafiador, na busca contínua de atender, apoiar e devolver esperança aos seus pacientes.

 

São quatro décadas de uma instituição que segue se renovando com a oferta de serviços pioneiros. Com mais de 340 mil clientes, atualmente, a cooperativa é a oitava em número de beneficiários com relação às outras Unimeds. Além disso, conta com mais de quatro mil médicos cooperados e mais de três mil colaboradores que trabalham diariamente com o objetivo de tornar a experiência do cliente cada dia melhor. Neste ano, com a pandemia, a equipe da Unimed Fortaleza seguiu inovando e trouxe para seus clientes novos serviços com o objetivo de amenizar os prejuízos emocionais e físicos causados pelo vírus da Covid-19.

 

No início da pandemia, a Unimed Fortaleza deu partida a um sistema conhecido como teleinterconsulta. Este procedimento foi utilizado para que médicos intensivistas da UTI conversassem com médicos plantonistas, na busca de agilizar o atendimento e monitorar melhor o quadro dos pacientes dentro do Hospital Unimed. Além disso, o serviço também foi utilizado para que o médico especialista visitasse o paciente internado de forma on-line e pudesse passar feedbacks sobre seu estado clínico.

 

Um outro serviço ofertado pela instituição, já conhecido anteriormente, mas que foi aperfeiçoado com a pandemia, foi o de teleorientação. A operadora de saúde disponibilizava o serviço opcional Unimed Fone para que seus clientes esclarecessem dúvidas cotidianas. Por meio desse serviço, os clientes contavam com orientação e apoio médico 24h por telefone. Além disso, a Unimed Fortaleza passou a adotar diversas ferramentas de telemedicina para atender os pacientes com suspeita ou confirmação de Covid-19, como o serviço de teleorientação gratuito através da Central de Atendimento Coronavírus 24 horas, voltado exclusivamente para clientes Unimed Fortaleza com dúvidas sobre a Covid-19.

 

Já o sistema de teleconsulta, iniciado em março de 2020 e que segue ativo, surgiu com o objetivo de auxiliar no controle de uma possível evolução do coronavírus. A operadora tem realizado ainda o serviço de telemonitoramento daqueles pacientes que foram identificados como suspeitos ou que tiveram a confirmação do diagnóstico para Covid-19. Os pacientes acompanhados por telemonitoramento são aqueles que realizaram a coleta de exame SWAB PCR nos laboratórios da Unimed Fortaleza, realizaram uma teleconsulta ou foram a um pronto atendimento e estão em tratamento em casa. O acompanhamento é realizado por um profissional de enfermagem, da equipe da Medicina Preventiva, que entra em contato por telefone e realiza o monitoramento a distância, dos parâmetros de saúde e da doença, deixando o cliente ciente da evolução do seu caso e avaliando todas as possibilidades no tratamento. Neste serviço, já foram monitorados quase 19 mil pacientes.

 

E seguindo a visão de sempre acolher e entregar o melhor serviço para os clientes, diante de um cenário tão delicado, a Unimed Fortaleza também criou o sistema “Visita virtual”. Devido ao risco de contaminação e os familiares não poderem visitar os parentes internados e infectados pela Covid-19, a operadora idealizou este serviço como uma forma de minimizar a distância entre os pacientes e a família, redescobrindo formas de aproximar as pessoas, mesmo que de forma virtual. O contato é feito com os pacientes que estão lúcidos e em recuperação, através de celular, após uma avaliação e preparo prévio da equipe multidisciplinar do hospital, tanto com o paciente, como com o familiar. Após a avaliação, a família é comunicada sobre o horário da visita virtual e recebe algumas orientações. O tempo da chamada é de 10 minutos e não pode ser filmada e nem fotografada.

 

No que diz respeito à questão assistencial, durante a pandemia, o Hospital Unimed foi responsável por mais de 70% dos internamentos da rede Unimed, que conta hoje com hospitais parceiros como São Camilo, Gênesis, São Raimundo, Gastroclínica, São Mateus, Monte Klinikum, Uniclinic, Otoclínica e São Carlos. No mês de maio, a rede chegou a contratar mais de 900 profissionais temporários para atender a grande demanda de pacientes (o sistema Unimed chegou a contabilizar 582 pacientes internados).

 

 

Na parte estrutural, o Hospital Unimed conta atualmente com 338 leitos, sendo 69 de unidade de tratamento intensivo. E, com o avanço da Covid-19 no primeiro semestre do ano passado, a operadora chegou a dispor de 450 leitos, sendo 144 de UTI. Dentro do projeto de expansão de leitos para o enfrentamento da doença, a Unimed Fortaleza também construiu um hospital de campanha, inaugurado em março, que contou com 44 leitos de internação e medicação, além de uma área de triagem, para atender pacientes com suspeita de coronavírus. Com a baixa nos casos, o hospital foi desativado. Só em exames de Covid-19, entre PCR e qPCR, a operadora já realizou mais de 37 mil testes.

 

Segundo Elias Leite, presidente da Unimed Fortaleza, a boa gestão da rede, unida com a capacidade de ampliação e otimização de estruturas e equipamentos, associada a pessoas preparadas e dispostas a enfrentar a situação crítica durante a pandemia, fortaleceu o sistema da Unimed Fortaleza e foi decisivo no sucesso da equipe frente ao combate ao coronavírus.

 

“O ano de 2020 foi um período de grandes desafios, mas também de muita união entre os colaboradores. Estamos construindo uma grande história e seguimos trilhando o caminho certo, na busca de ser a melhor empresa para clientes, contando sempre com uma equipe capacitada. O fato de termos uma rede bem gerenciada e com capacidade para expandir nossa estrutura no momento mais difícil, foi fundamental para oferecer o melhor aos nossos clientes. Porém, mais importante que nossa estrutura, foi contar com pessoas capacitadas para atender nossos pacientes. Isso sim fez ainda mais diferença”, afirma.

 

Parcerias para avanços na saúde

A Unimed Fortaleza, no início do ano e com a chegada da pandemia, recebeu da FIEC (Federação das Indústrias do Estado do Ceará), por meio do doutor Paulo André Holanda e do serviço de Fisioterapia da Unimed Fortaleza, a doação de mil Face Shields – proteção de plástico transparente para todo o rosto, indicado para evitar o contato com o vírus da Covid-19 – para uso dos profissionais de saúde que atuaram na linha de frente do tratamento da doença.

 

Ainda no enfrentamento à pandemia, o Hospital Unimed Fortaleza foi o primeiro hospital privado do estado do Ceará a inovar com o uso do capacete Elmo – dispositivo de respiração artificial não invasivo – para tratamento de pacientes com insuficiência respiratória, como os diagnosticados da Covid-19. Ao todo, 20 capacetes foram disponibilizados por meio de parceria com a FIEC (Federação das Indústrias do Estado do Ceará). Os equipamentos começaram a ser utilizados no dia 21 de novembro e, até o momento, 14 pacientes – internados por Covid-19 – já foram beneficiados pelo mecanismo, obtendo melhoras no quadro respiratório e, consequentemente, na evolução da doença.

 

 

Já na visão de novos negócios, uma das iniciativas mais recentes é a parceria com o NINNA Hub, um dos principais hubs de inovação do Nordeste, para evoluir a inclusão de inovações tecnológicas e a possibilidade de interação com outros modelos de negócios dentro da cooperativa. Com essa nova parceria, a área de Tecnologia da Informação da Unimed Fortaleza iniciou o projeto de autoatendimento no Hospital Unimed que está representando mais de 60% dos atendimentos da unidade, ou seja, muito mais agilidade e segurança para os clientes.

 

Seguindo uma estratégia de conectar com startups, a cooperativa criou também o “Unimed Fortaleza Valida” e o “Unimed Fortaleza Conecta”, que são programas de inovação aberta nos quais se busca parceiros que tenham soluções tecnológicas aplicáveis à melhoria da saúde. Novas tecnologias têm sido fortes aliados da Unimed Fortaleza que avança com o propósito de unir saúde e inovação para oferecer o melhor serviço para sua equipe e seus clientes.

 

Conquistas em 2020

Além de procedimentos inéditos e idealizados visando sempre o melhor atendimento e suporte para seus pacientes, clientes e colaboradores, a Unimed Fortaleza coleciona certificações e prêmios. No início do ano, a operadora conquistou a colocação de 33ª melhor empresa para trabalhar no Brasil. Já na premiação regional, a operadora foi eleita a 2ª melhor empresa para trabalhar no Ceará. Ambas as premiações foram ofertadas pelo Instituto GPTW, que reconhece e certifica as empresas com as melhores práticas de gestão de pessoas e os melhores ambientes de trabalho no Brasil e nos estados.

 

A Unimed Fortaleza foi eleita também, em setembro de 2020, pela pesquisa Anuário Datafolha Top of Mind, realizada pela Fundação Demócrito Rocha, a marca mais lembrada pelos entrevistados na categoria operadora de saúde. O Hospital Unimed também conquistou a primeira colocação sendo a marca que mais vem à cabeça dos fortalezenses na categoria “Hospital”.

 

Além dessas premiações, a operadora também recebeu uma certificação da equipe do Youtube Brasil, uma placa de prata personalizada, parabenizando a empresa pelos seus mais de 100 mil usuários conquistados no canal da empresa na plataforma, que conta com uma programação semanal, chamada de “Viver Bem”, abordando diversos temas relacionados à saúde. Em paralelo, o Dr. Elias Leite, presidente da Unimed Fortaleza, foi escolhido como o “Empreendedor do Ano”, através do prêmio Empreender 2020, uma iniciativa da Fundação Demócrito Rocha (FDR), que confere a premiação a micro e pequenos negócios e empreendedores individuais que se destacam durante o ano pela atuação de empresa mercadológica, de sustentabilidade, de gestão ou de inovação.

 

Internamente, dentro do sistema da Unimed Brasil, a Unimed Fortaleza conquistou, pela terceira vez consecutiva, a categoria Ouro no Selo Unimed de Governança e Sustentabilidade, concedido pela Unimed do Brasil. Criado em 2012, o Selo Unimed de Governança e Sustentabilidade tem como objetivo principal estimular o Sistema Unimed à prática de Governança Cooperativa e à gestão para a Sustentabilidade como um diferencial. A certificação é dividida nas categorias bronze, prata, ouro e diamante.

 

*Texto Divulgação

COMPARTILHE ESSA NOTÍCIA

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp