Portal Nosso Meio

Vacincou Acelerou – Interna

Sustentabilidade: Marcas apostam em embalagens inovadoras e sustentáveis

Redação

O Brasil é o quarto maior produtor de lixo plástico do mundo, com 11,3 milhões de toneladas descartadas anualmente, de acordo com a World Wildlife Funf (WWF). Uma parcela mínima desta quantidade é reciclada, e o que sobra contribui com a poluição do meio ambiente – uma situação extremamente preocupante. Diante desse cenário, muitas empresas estão buscando soluções ecologicamente mais corretas, focando na redução do uso de plásticos, mesmo que as alternativas sejam mais pesadas para o bolso.

 

O Nosso Meio conversou com Fernando Hélio Martins Brito, Diretor Comercial da Sobral Gráfica e Presidente do Sindicato da Indústria Gráfica do Estado do Ceará (Sindgrafica-CE), sobre o aumento da produção de embalagens sustentáveis.

“As empresas, lojas, indústrias, inclusive os supermercados, estão nos procurando para juntos desenvolvermos embalagens de papel que atendam suas necessidades quanto à imagem que passam para seus clientes e quanto ao custo. Este segundo é o mais visado pelos supermercados, que atualmente utilizam uma quantidade muito grande de sacolas plásticas”, explica Fernando Hélio.

 

Fernando conta que tanto os clientes finais quanto as empresas em si, estão mais conscientes acerca dos malefícios do plástico para o meio ambiente, por isso vem buscando novas soluções que unam a sustentabilidade de ambos: natureza e negócios. “É claro que uma sacola de papel nunca vai chegar ao preço atual de uma sacola de plástico, mas a gente tem procurado trabalhar bastante na parte da automação e otimização industrial, para conseguir chegar a um custo cada vez menor e que caiba dentro do bolso dos negócios dos nossos clientes”, esclarece.

 

As lojas têm trocado cada vez mais as sacolas de plásticos por sacolas de papel, segundo o presidente, porque a sacola de papel, além de ser sustentável, tem uma melhor apresentação. “A sacola de papel possibilita diferenciais únicos, possibilita uma verdadeira experiência. É uma propaganda, funciona como um mini-outdoor ambulante. Quando a loja entrega um produto dentro de uma sacola de papel, é possível levar direto ao seu destino final. A embalagem dá um toque especial ao produto, é a parte do produto com a qual o cliente tem seu primeiro contato”, acrescenta.

 

Em relação às caixas, Fernando compartilha que as indústrias têm procurado fazer embalagens e caixas cada vez mais chamativas, mais apresentáveis e com mais acabamentos especiais porque elas estão em cima de uma gôndola disputando a atenção do consumidor com vários outros produtos de concorrentes ao lado. A embalagem é a primeira parte do produto com a qual o cliente tem contato: “Se a caixa ou embalagem não for apresentável, bonita, não passar os verdadeiros valores daquele produto que está dentro, a verdadeira qualidade, inclusive os valores da empresa que produziu aquele produto. Se ela não conseguir passar aquilo para o cliente com o visual dela, acabamento, papel que foi utilizado, com o tipo de montagem, o cliente não vai escolher aquele produto, então realmente as empresas e as indústrias estão precisando se reinventar cada vez mais em relação às embalagens e a indústria gráfica tem um papel importante nesse processo”, finaliza.

COMPARTILHE ESSA NOTÍCIA

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp