Portal Nosso Meio

SG 360 Internas

RESKILLING – A Revolução do Requalificar

Marcio Furlani

Opinião

 

Pode parecer dramático, mas dizer que o mundo está enfrentando uma emergência de requalificação não é um exagero. É provável que mais de 1 bilhão de empregos, o que representa quase um terço de todos os empregos em todo o mundo, sejam transformados antes de 2030.

Essa transformação pode fazer com que alguns cargos se tornem desnecessários e novos sejam criados. Isso significa que alguns dos cargos que seus funcionários ocupam atualmente podem precisar ser eliminados, o que deixa você com o duplo desafio de o que fazer com esses funcionários e como preencher os novos cargos.

A beleza da educação é que ela nos dá conhecimento e depois o transforma em algo ainda melhor. Isso nos dá uma perspectiva de vida e nos permite desenvolver nossas próprias opiniões. Quando colocamos esse conhecimento em uso, ele nos permite desenvolver nossas habilidades e experiência ao longo do tempo.

Agora imagine o que acontece quando você leva a educação para o local de trabalho. Este é o verdadeiro valor do capital humano em uma empresa.

Portanto, acredito no enriquecimento que a aprendizagem ao longo da vida pode oferecer. Conseguir isso, no entanto, não é fácil. A digitalização e automação em curso da economia brasileira exige um investimento significativo em educação. De acordo com um estudo da Revista Você S/A (ed. 225), mais da metade da força de trabalho brasileira exigirá requalificação e atualização em 2022.

 

A solução? RESKILLING!

 

O que é requalificação e por que você pode precisar usá-la

Requalificação significa treinar um colaborador atual para uma nova posição ou retreiná-lo nas habilidades necessárias aos negócios modernos.

Nesta era tecnológica, os modelos de negócios estão em constante mudança, alterando a natureza de nossos empregos e criando novos. Portanto, os trabalhadores profissionais que estão dispostos a requalificar e aumentar as habilidades neste ambiente são valiosos, pois são mais propensos a ajudar a conduzir uma empresa na direção certa.

Esta é uma das razões mais importantes pelas quais as empresas devem investir na requalificação daqueles que trabalham para elas. Além de proporcionar satisfação no trabalho, os trabalhadores profissionais qualificados também dão às empresas maior consciência dos desafios e mudanças que enfrentam.

Outra característica importante da requalificação é que ela permite que as empresas desenvolvam uma força de trabalho com conjuntos de habilidades multifuncionais. Para os profissionais ativos, isso pode ajudar a enriquecer seu caminho de crescimento profissional e empregabilidade futura. Consequentemente, eles são mais felizes em seus papéis e mais fáceis de reter.

As empresas também se beneficiam. Os conjuntos de habilidades multifuncionais podem permitir que eles se adaptem de forma mais rápida e ágil aos setores em que operam. Eles podem reestruturar e mover equipes rapidamente para alterar seus modelos de negócios em direção a um novo ambiente que surgiu.

RESKILLING é, portanto, extremamente importantes, especialmente à medida que entramos nesta nova era digital. Pode dar a uma empresa o dinamismo de que precisa para se adaptar rapidamente a um ambiente de negócios em constante mudança. Portanto, não é bom apenas para reter e atrair trabalhadores talentosos. Também é bom para os negócios.

 

Existem vários casos em que esta pode ser uma estratégia eficaz.

 

  • As habilidades atuais dos funcionários estão perdendo relevância: se você tem funcionários talentosos trabalhando para você, mas a área de especialização deles está se tornando menos relevante, é uma má ideia simplesmente esperar que eles se tornem obsoletos e então ter que contratar novos funcionários. Em vez disso, é muito melhor treiná-los novamente para que você possa usar seu talento em outras partes da empresa.

As habilidades que estão se tornando redundantes irão variar dependendo do setor, mas, como uma tendência geral, a automação está tornando o ciclo natural de habilidades desatualizadas muito mais rápido do que antes. Por exemplo, certos empregos – como motoristas de caminhão e operários de linha de montagem – logo serão executados por máquinas, então os trabalhadores “vivos” precisarão mudar suas categorias ocupacionais e aprender novas habilidades para permanecerem parte da força de trabalho.

 

  • Habilidades mais novas são necessárias para uma função: o conjunto de habilidades atuais do funcionário pode ser bom, mas a posição em si exige um novo conjunto adicional de habilidades para lidar com uma mudança nas práticas do setor, legislação e métodos de trabalho. Por exemplo, durante a crise do COVID-19, várias empresas tiveram que mudar de um modelo offline para o trabalho remoto. É por isso que os colaboradores tiveram que aprender como se conectar com os clientes, fazer apresentações de produtos e fechar negócios online. Na era pós-pandemia, muitas organizações planejam manter esse modelo até certo ponto. Para enfrentar esse desafio, as empresas precisam criar uma estratégia de talentos que as ajude a requalificar com eficácia seus colaboradores.

 

Quem é um bom candidato para requalificação?

Além de ter um bom caso de uso para requalificação, você também deve tomar decisões informadas sobre quais membros da equipe deseja renovar e suas qualidades pessoais, pois isso afetará sua adequação para um programa de reciclagem. Algumas características que podem fazer os funcionários se destacarem como candidatos adequados incluem:

 

  • Proativos: Você provavelmente já tem funcionários que parecem se esforçar para aprender novas habilidades e definir e atingir metas que impulsionam a empresa. Obviamente, esta é a equipe que você deseja manter. Ao oferecer requalificação, você pode aproveitar essa motivação e ajudá-los a crescer.

 

  • Funcionários que administram bem o tempo: Também é fundamental que os alunos em programas de requalificação sejam capazes de equilibrar as demandas de aprender novas habilidades com as responsabilidades do dia a dia. Podem ser indivíduos que respondem a e-mails prontamente, mantêm uma lista clara de itens de ação e sabem como delegar tarefas a colegas.

 

Quer saber mais sobre RESKILLING?

Falarei mais sobre esse termo necessário na vida de todos no próximo artigo.

Até lá.

 

 

Marcio Furlani

Natural de São Paulo e desde 2012 escolheu Sobral como sua cidade de desenvolvimento pessoal e Profissional. Formado em Marketing e Pós Graduado em gestão Estratégica de Marketing. Atualmente se especializando em Gestão de Pessoas e Docência do Ensino Superior. É fundador da M•Furlani Consultoria Especializada, Consultor de Marketing da Agencia Camaleão Marketing Integrado e Docente de Turmas de Administração e Marketing Digital. Empresas como Coca-Cola, Delrio Refrigerantes, Banco Itaú e Intuicion Deluxe Lingerie constam em seu currículo, desempenhando a função de Gestor de Marketing. Sua missão é deixar um legado de conhecimento aos seus alunos, para que os mesmos encontrem através da educação, um caminho mais acessível para o desenvolvimento.

COMPARTILHE ESSA NOTÍCIA

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp