Portal Nosso Meio

SG 360 Internas

Reinvenção dos profissionais de comunicação e o crescimento dos blogs

Redação

Tudo continua se reinventando e permanece em constante movimento, a comunicação é exemplo disso. Há algum tempo, não muito distante dos dias de hoje, as informações chegavam em primeira mão através de rádio e televisão. Hoje, esses meios de comunicação, se tornaram terceiro e segundo plano, respectivamente, na vida das pessoas. Mas, o que houve para que esse cenário mudasse?

 

O avanço na era digital, e as facilidades na qual ela oferece no dia a dia pode ser a resposta. Blogs, podcasts, redes sociais, sites e portais estão inseridos no gosto popular e fizeram com que até mesmo os profissionais da área tivessem que tomar o gosto por se reinventar.

 

Helaine Oliveira que o diga. Jornalista, apresentadora e editora do jornal O Otimista, é uma das pioneiras no assunto. Ela descreve as dificuldades iniciais que a marcaram nesse modelo de transição, desde o início da sua carreira em 1996, quando era repórter da TV Jangadeiro, e que na ocasião foi apresentada a esse “novo modelo” que ela convive até os dias de hoje, mas, que na época não era nada fácil de ser trabalhado: “Eu lembro que a gente andava com o telefone, mandava foto por e-mail, a redação recebia a foto e postava de lá. Então, era bem comecinho disso tudo”. Helaine enfatiza que pegou todo esse processo de transição e que não foi nada fácil de se adaptar, principalmente pela falta de valorização que os profissionais de blog e redes sociais passam constantemente. Passado alguns anos como editora de economia do Jornal O Povo, ela saiu para trabalhar com o seu próprio blog dentro do próprio jornal. Segundo ela, o profissional de comunicação tem que estar se reinventando constantemente.

 

“A gente vai de acordo com o que está acontecendo, tem que enxergar que tudo é comunicação, independente do meio, independente de onde ele estiver. A partir do momento que você está passando informação, você está comunicando aquilo e eu só espero que no futuro da profissão a gente possa ser valorizado realmente”, conclui Helaine.

 

A jornalista Regina Carvalho, especialista em economia, é uma profissional que possui uma extensa bagagem em redações, decidiu migrar para o mercado digital dos blogs recentemente com o Blog da Regina Carvalho. Para ela, a liberdade de escolha é uma enorme vantagem desse novo modelo e que antes de tudo, deixar de lado os preconceitos para esse novo formato lhe fez uma profissional cada vez mais completa. “Como tudo na vida, a gente aprende sempre. Mas também é preciso saber separar o que está dentro do objetivo e o que, claramente, não interessa ao propósito desse trabalho. E sempre haverá quem critique, seja por qual for o motivo. Haverá também quem admire e até se inspire”.

 

Regina também complementa que as movimentações do mercado digital são uma evolução da profissão, chegando na maioria dos setores com alterações e ajustes desafiadores “É uma questão de estar inserido. Fundamental não parar no tempo, buscar entender e captar as novidades no segmento e, no meu caso, o projeto do site/blog foi a opção pessoal que abracei”, conta.

 

Diogo Cordeiro, jornalista da nova geração, possui 6 anos de experiência passando por assessorias e redações, enxergou o momento da pandemia uma ótima oportunidade para investir em um novo canal que segundo ele, poderia levar para o público a sua melhor faceta: a de se comunicar à sua maneira. “ O Café Digital surgiu desse momento de reinvenção na comunicação, onde tive/tenho que exercer diversas funções. São múltiplas funções que aprendi a exercer aos poucos, desde quando criei o blog”.

 

Para ele, cada espaço na era digital é importante e que no caso dos blogs a premissa é: conteúdo e paixão pelo que se está fazendo. “Não é simples dizer qual o futuro do blog nos próximos anos, mas o profissional que atua nesse meio precisa ter a consciência de estar sempre se atualizando e buscando novas formas de comunicar com o seu público”, diz.

 

Jefferson Sales, apesar de ser também da nova geração, já teve inúmeras experiências em diferentes redações. Atualmente atua como produtor e repórter da rádio CBN, mas, o blog Nordeste Antenado é o seu grande triunfo. Ele se intitula como um profissional antenado e multiplataformas, tendo a era digital como seu principal foco estratégico. “Quando eu entrei para o mercado de trabalho, as plataformas digitais já eram fortes. Então eu não senti muita dificuldade nesse modelo de transição, muito pelo contrário, como eu sou bastante antenado sobre o mercado digital, pra mim foi muito bacana ver como tudo isso acontecia”, compartilha. Jefferson denomina o blog, como uma plataforma que está cada vez mais ativa e presente na vida das pessoas, e que o processo de reinvenção e a verdade que os profissionais dessa plataforma passam em produções e conteúdos é o grande diferencial desse meio.

 

Para ele, o blog é um nicho da comunicação que tem muito pra crescer. E que pode sim, ser o futuro de todos os jornalistas. Principalmente aqueles que estão indo para o mercado de trabalho. “Esses novos profissionais podem ver uma oportunidade a partir daí. Fazer exame de mercado, de fazer networking. De conhecer pessoas. E com certeza de ter mais oportunidades. E claro, né, fazer sua própria monetização ali ou tirar algum benefício financeiro daquilo”, explica Jefferson.

 

Para Jefferson, Diogo, Regina, Helaine e tantos outros profissionais da comunicação que se reinventaram, o trabalho com dedicação nessa plataforma pode trazer grandes obstáculos e desafios, mas, com certeza ótimos resultados a curto ou longo prazo, vai depender de dois importantes fatores: paciência e obstinação dentro da profissão, que já são duas pautas bem rotineiras no dia a dia de cada um deles.

 

Agora, será mesmo que o futuro da profissão está segmentado dentro dessa nova era? Ou ainda tem muito para acontecer nos próximos capítulos do futuro da comunicação? Eis a questão!

COMPARTILHE ESSA NOTÍCIA

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp