Portal Nosso Meio

Anuncie Aqui – Internas

Ranking da Forbes tem recorde em presença feminina este ano

Redação

O número de bilionários brasileiros aumentou 13,4% em 2020, para 238, dos quais 44 são mulheres. Apesar da presença feminina na lista ainda ser baixa, a quantidade de bilionárias registrada em 2020 é recorde: são 12 nomes a mais do que em 2016, quando o número chegou a 32, e 16 nomes a mais do que no ano passado (28).

 

Pela primeira vez, o bastão de mulher mais rica do Brasil foi passado para a bilionária do Magazine Luiza, Luiza Helena Trajano (68), que tem uma fortuna avaliada em R$ 24 bilhões. Luiza estreou no ranking de bilionários brasileiros em 2012, com patrimônio de R$ 1,19 bilhão. De lá para cá, a fortuna da empresária cresceu 2016%.

 

Luiza Trajano também é a única mulher da nova edição da lista a figurar no top 10 — esta é apenas a segunda vez que uma bilionária ocupa as primeiras posições. Em 2017, Maria Consuelo Saraiva Leão Dias Branco conquistou a 6ª posição da lista, com fortuna avaliada em R$ 13,25 bilhões, após a morte de seu marido, o empresário da M. Dias Branco, indústria de alimentos, em 2015.

 

O aumento no patrimônio da proprietária do Magalu também foi significativo entre 2019 e 2020. Desde a última edição da lista, o valor aumentou 181%, o que levou a bilionária a saltar 16 posições, direto para o 8° lugar da lista. O sucesso nos negócios da varejista, que é uma das maiores da América Latina, foi alavancado pela aposta em inovação digital, sob a liderança de Frederico Trajano. No ano passado, a companhia de varejo adquiriu a Netshoes em um negócio avaliado em R$ 115 milhões e, neste ano, foram adicionadas ao portfólio do Magalu três plataformas digitais de mídia.

 

A vice-liderança entre as mulheres ficou com Dulce Pugliese (72), cofundadora da rede Amil, vendida em 2012 para a norte-americana UnitedHealth. Em 2013, Dulce ocupou a posição de mulher mais rica do ranking que, na época, contava com apenas 21 bilionárias e 124 bilionários no total. Na 14ª posição geral do ranking deste ano, o patrimônio de Dulce Pugliese é avaliado em R$ 16,34 bilhões.

 

Outro destaque da lista são as acionistas da indústria de motores elétricos, transformadores, geradores e tintas WEG. Ao todo, 13 bilionários do ranking detêm participações na companhia, herança deixada pelos fundadores Werner Ricardo Voigt, Eggon João da Silva e Geraldo Werninghaus, sendo nove mulheres. Juntas, as herdeiras da WEG possuem fortuna de R$ 66,06 bilhões.

 

As mulheres mais ricas do Brasil representam 18,48% da lista de bilionários da Forbes de 2020 e a soma de seus patrimônios é de R$ 230,74 bilhões.

 

Confira as 10 das 44 mulheres mais ricas do Brasil em 2020:
8ª. Luiza Helena Trajano Inácio Rodrigues
14ª. Dulce Pugliese
28ª. Flávia Bittar Garcia Faleiros
32ª. Miriam Voigt Schwartz
33ª. Cladis Voigt Trejes
34ª. Valsi Voigt
44ª. Maria Helena Moraes Scripilliti
50ª. Ana Lúcia Villela
53ª. Camilla de Godoy Bueno Grossi
67ª. Lily Safra

COMPARTILHE ESSA NOTÍCIA

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp