Portal Nosso Meio

Vacinou Acelerou – Interna

Quem ela é de verdade?

Bosco Couto

Conheci Bia através de um amigo em comum, formal, educada e de poucas palavras, se vestia de forma clássica e elegante, claro que estávamos em um evento e isto deve ter induzido suas escolhas. Conversamos pouco, temas mais técnicos e formais. Bia passou despercebida como tantos outros que conheço durante minha jornada.

Entretanto dias depois quando participei de uma visita técnica a uma empresa encontro com Bia nesta mesma reunião, mais leve, sorrindo, falante e vestida de maneira informal, embora condizente com o ambiente. Lembrou de mim e trocamos algumas poucas palavras.

Dois dias depois recebo o pedido no meu Instagram de Bia querendo me seguir, aceitei e passei a seguir também seu perfil, e aí tenho uma nova surpresa, vejo uma Bia totalmente informal, engajada em causas ambientais, assídua leitora de romances, amante da natureza e artista, ela dança e faz teatro.

Afinal quem é Bia?

Contei está história para ilustrar um fenômeno comum com as empresas, a dissonância de personalidade, ou o problema da personalidade múltipla das marcas.

Quem é sua marca, quem é sua empresa?

Ela é formal ou informal, ela é acolhedora ou distante, ela é conservadora ou moderna?

Além de não definir claramente o propósito e o posicionamento da sua marca, o que podemos definir como espinha dorsal da estratégia e do marketing de uma empresa, as marcas não definem qual é a sua identidade, sua Brand Persona, ou as vezes até definem, mas não vivenciam ela na prática.

Traduzindo para a ponta, observamos marcas com personalidades diferentes em momentos e canais diferentes.

Uma personalidade mais descolada nas redes sociais, uma personalidade mais conservadora nas reuniões, outra personalidade diferente no site e uma quarta no trato da empresa com os clientes. Afinal quem é sua empresa?

Design, linguagem, palavra, expressões, fotos, narrativa, atitudes, música, humor, decoração, roupa, embalagem, tudo isto, e outras coisitas mais, compõe o pacote de sinais que devem estar alinhados, independente do canal, para que o seu cliente perceba e leia a personalidade de sua marca de forma clara e consistente.

Em tempo, branding é justamente a gestão e o cuidado com a consistência de sua marca.

 

Afinal, quem é você?

 

 

Bosco Couto

É consultor de Marketing, branding e Estratégia e sócio fundador da BEING Marketing, formado em administração de empresas pela Universidade Estadual do Ceará, possuí 25 anos de experiência no mercado, já tendo prestado serviços de consultoria e realizado projetos de marketing para mais de 80 organizações, entidades e empresas em segmentos diversos. Além das consultorias e assessorias que realiza também ministra palestras e treinamentos sobre marketing, branding, vendas e estratégia.

COMPARTILHE ESSA NOTÍCIA

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp