Portal Nosso Meio

SG 360 Internas

Por que uma agência de Fortaleza deveria se posicionar mediante a PL 504, a ser votada em São Paulo?

Thomaz Urso

Opinião

 

Prestes a ser votado pela Alesp (Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo), o projeto de lei 504/2020 – de autoria da deputada estadual Marta Costa (PSD) – propõe proibir a publicidade, por meio de qualquer veículo de comunicação e mídia, de material que contenha menções à diversidade sexual e de gênero, presença ou alusão à comunidade LGBTQIA+. “Certo. Mas se é uma PL prevista para ser votada em São Paulo, por que eu, publicitário cearense, deveria dar atenção a isso?”.

 

Primeiramente por tudo aquilo que o projeto de lei significa: um retrocesso completo no pouco que se caminhou nos últimos anos, em termos de visibilidade e participação da comunidade LGBTQIA+ na comunicação. É como abrir mão do respeito pelo grande mercado consumidor, que, finalmente, começava a se sentir minimamente acolhido. Acolhido, não: REPRESENTADO pelas marcas e produtos que tanto gostam e consomem. É ignorar a voz de tantos profissionais que fazem parte desse mercado – pessoas maravilhosas com as quais trabalhamos, perdemos e ganhamos no dia a dia. Tê-las representadas na publicidade é o símbolo do nosso avanço como sociedade e também do nosso avanço como atividade criativa. E não podemos abrir mão de celebrar a evolução, a criatividade e o respeito às diferenças em todas as suas formas.

 

“Ok, Thomaz, mas, enfim… Você em Fortaleza, a PL em São Paulo… E aí?”. São Paulo é o maior mercado publicitário do país, reunindo as maiores marcas, as maiores agências e as maiores campanhas. Calar o maior player de um mercado, gera um efeito imediato em toda a cadeia. O grande, sempre será espelho para o pequeno – tanto em seus acertos quanto em seus erros. Assim, quanto tempo levará para esse tipo de argumento e restrição se tornar pauta aqui também?

 

Somos um mercado em ascensão: estamos na maior economia do Nordeste, nossas agências administram contas nacionais e somos reconhecidos por nosso desempenho criativo por onde passamos – Prêmio Colunista, Profissionais do Ano, Archive… sempre nos destacamos. Temos o mercado, temos os profissionais, e, por isso, precisamos continuar respeitando todas as pessoas.

 

É hora de sentar e conversar. Seja em casa com seus filhos, seja numa call com o cliente. O momento de falar a respeito disso é agora e continuará sendo amanhã – para que, um dia, diante do avanço de nossa sociedade, essa conversa deixe de ser necessária.

 

 

Thomaz Urso

Designer e Ilustrador, Especialista em Design Gráfico, com importantes passagens como Diretor de Arte e Diretor de Criação em diversas agências no mercado cearense. Além disso, é criador do Estúdio Quadrin, focado em Design Editorial e Ilustração, conduzindo projetos para diversas marcas e parceiros em todo o país.

COMPARTILHE ESSA NOTÍCIA

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp