Portal Nosso Meio

Banner superior Prefeitura de Sobral

Os desafios de criar a persona da marca abre a terceira semana do Espaço Nosso Meio

Redação

A humanização de empresas e os desafios de alcançar o público alvo foram abordados no painel

 

A construção da persona da marca é parte essencial do branding de qualquer empresa. Mesmo sendo um dos pilares do marketing, ainda é muito difícil encontrar marcas que tenham campanhas que atinjam o público alvo de forma impactante. Giácomo Brayner, fundador da Bando Propaganda e Bosco Couto, sócio fundador da Being Marketing estiveram no Espaço Nosso Meio esta manhã (23) para debater sobre como criar uma persona que atinja o consumidor final.

 

 Para Giácomo Brayner, o processo de comunicação é um sistema complexo que dificulta o resultado: “Você precisa ter estratégias para mergulhar no mundo do cliente e no mundo do consumidor, e isso requer conhecimento, informação, pesquisa, metodologia… São muitas disciplinas que existem no processo para que você chegue no resultado satisfatório”, pontuou. 

 

Bosco Couto fala que o processo de branding precisa ser integral: “Quando fazemos esse trabalho com as empresas, precisamos ‘catequizar’ não só o CEO, mas também todos os funcionários que fazem parte daquele lugar. Cada colaborador precisa estar de acordo com o propósito da empresa para só assim, conseguimos  inspirar os consumidores”, lembrou. 

 

Além disso,  a importância de uma equipe multidisciplinar na construção do processo de comunicação foi ponto chave na palestra: “Todo mundo deve participar do processo. Trazer diferentes profissionais com diferentes habilidades deixam o trabalho mais completo”, finalizou Giácomo Brayner. 

 

Melhores do Ano 2021:

A Bando Propaganda venceu  o Prêmio Profissionais do Ano 2021 da Rede Glogo na categoria filme com a produção “LEGÍTIMA ESTRELA”, para Ambev. O filme teve direção de criação de Giácomo Brayner, e direção de Ednei Martins.

 

 

Um dos propósitos da campanha foi “glamourizar a gaiatice” ao homenagear personagens que são ícones da cultura popular cearense. A cerveja, feita a partir da macaxeira, utilizou artistas da terra que representam como o Ceará é visto de fora, e que são com quem o povo cearense se identifica. A Bando Propaganda resolveu apostar nas celebridades que eram reconhecidas somente pelo público local, transformando-as em grandes estrelas. Dentre elas, Babau do Pandeiro, Bode Ioiô, Edson Quebra-Coco, Sangalo Schneider, Bruno Luz, Rochele Santrelly e Erlineide.

 

COMPARTILHE ESSA NOTÍCIA

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp