Portal Nosso Meio

Vacinou Acelerou – Interna

O todo e as partes, marketing de forma integrada.

Bosco Couto

Se o que importa é o resultado, não podemos pensar somente nas partes, pois sem o conjunto não conseguimos gerar integridade na entrega de valor.

As pontas se juntam em algum momento e se potencializam. Outro dia conversei sobre o fracionamento do ensino de marketing, de estratégia e de negócios nas universidades.

Como o modelo vigente de treinamento, com cursos fragmentamos, não forma bons profissionais de mercado pois eles pensam nas partes e não no todo.

Ontem em um contexto diferente, discuti sobre educação para crianças e jovens e novamente como a fragmentação do ensino prejudica a formação do indivíduo.

Pensar só produto, ou só promoção, ou somente propaganda é pensar em partes isoladas de um problema mais amplo e complexo que é a experiência do cliente, que é única e indivisível.

Hoje revendo um livro do Leonard Mlodinow me deparo com o seguinte texto:

“Os maiores triunfos da história intelectual da humanidade – escrita, matemática, filosofia natural e várias ciências – em geral são apresentados de forma isolada, como se cada mundo tivesse nada a ver com os outros. Contudo, essa abordagem enfatiza as árvores, e não a floresta, negligenciando, por sua própria natureza, a unidade do conhecimento humano. O desenvolvimento da ciência moderna, por exemplo – frequentemente anunciado como obra de “gênios isolados” como Galileu e Newton -, não brotou de um vácuo social ou cultural. Ele fincou raízes na abordagem do conhecimento inventada pelos gregos antigos; cresceu a partir de grandes questões formularas pela religião; desenvolveu-se de mãos dadas com uma nova concepção de arte; foi colorida pelas lições da alquimia; e teria sido impossível sem o progresso social que evoluiu desde o desenvolvimento  das grandes universidades na Europa até invenções comezinhas, como os sistemas postais que passaram a lugar cidades e países vizinhos”.

A lição que deixo é que marketing é tudo, todo ponto de contato e percepção que afeta o cliente, marketing é toda a floresta e não somente uma árvore.

 

Bosco Couto

Consultor de Marketing, branding e Estratégia e sócio fundador da BEING Marketing, formado em administração de empresas pela Universidade Estadual do Ceará, possuí 25 anos de experiência no mercado, já tendo prestado serviços de consultoria e realizado projetos de marketing para mais de 80 organizações, entidades e empresas em segmentos diversos. Além das consultorias e assessorias que realiza também ministra palestras e treinamentos sobre marketing, branding, vendas e estratégia.

COMPARTILHE ESSA NOTÍCIA

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp