Portal Nosso Meio

SG 360 Internas

Janeiro Branco: O papel corporativo na saúde mental dos colaboradores

Marina Simeão

Opinião

 

Campanha brasileira iniciada há 7 anos, o “Janeiro Branco” busca alertar para o tema da saúde mental na vida das pessoas. No Brasil, a saúde mental é definida como o equilíbrio emocional entre o patrimônio interno e as vivências externas, ou seja, é a capacidade de lidar com emoções e situações aborrecedoras e ter consciência e aceitar as exigências da vida.

 

Com a pandemia causada pela Covid-19, as questões sociais, pessoais e trabalhistas mudaram a realidade como a conhecíamos: o home office, por exemplo, se tornou tendência mundial e trouxe à tona muitos questionamentos, entre eles, a saúde mental dos colaboradores no universo corporativo.

 

Ganhando relevância entre as instituições, a saúde mental está causando grande preocupação para o Recursos Humanos, pois eles entendem que garantir o bem-estar psicológico dos funcionários é crucial, uma vez que quando ela é prejudicada, tanto o próprio colaborador quanto toda a organização são atingidos negativamente.

 

Entre as principais causas de uma saúde mental prejudicada, estão: assédio moral, excesso de trabalho, má gestão, cobrança por metas inatingíveis, ameaças de demissão, ambiente pautado na competitividade, clima organizacional estressante e falta de comunicação. Fatores como esses desregulam toda uma estrutura corporativa, causando redução na produtividade do funcionário e o aumento de faltas.

 

Além de um cenário atualmente bastante discutido, diversas empresas ainda desconhecem a importância de debater sobre a saúde mental no universo corporativo. Esquecem que acolhimento e pertencimento são condições que unem a gestão empresarial à saúde mental de funcionários.

 

Por isso, as empresas devem oferecer um ambiente saudável e adequado, junto à promoção de ações voltadas para o assunto, como apoiar os colaboradores com críticas construtivas, implementar rotina de feedback, incentivar atividades físicas, oferecer apoio psicológico, utilizar a tecnologia a favor do trabalho e fortalecer a comunicação e a interação entre colaboradores como forma de garantir o suporte social.

 

 

Marina Simeão

Co-fundadora da empresa de consultoria M. Simeão,  Psicóloga Clínica e Orientadora de Carreira. Como consultora realiza treinamentos em empresas e escolas voltados para o tema da saúde mental e cria conteúdos no instagram @morada_interna.

COMPARTILHE ESSA NOTÍCIA

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp