Portal Nosso Meio

SG 360 Internas

Instituto Butantan e MC Fioti realizam parceria para campanha de vacinação

Redação

A sede do Instituto Butantan foi escolhida para a gravação do clipe da nova versão da música.

 

Com o avanço nos testes da CoronaVac, a vacina da farmacêutica chinesa Sinovac que está sendo desenvolvida no Brasil em parceria com o Instituto Butantan, o MC Fioti voltou a repercutir com sua música “Bum Bum Tam Tam”. No YouTube, depois de alcançar quase 1,6 bilhões de visualizações, os usuários das redes sociais e artistas começaram a associar a vacina ao “hit” original. Com isso, o funkeiro gravou na sexta-feira (15), uma nova versão do sucesso descrito como o “hino da vacina” na sede do instituto Butantan, em São Paulo.

 

O vídeo original mostra uma paródia com referências ao clássico Mil e Uma Noites, incluindo um “gênio da lâmpada” concede desejos a MC Fioti e sua trupe, em uma espécie de harém. Em entrevista para a BBC, o funkeiro conta “na nova versão, o gênio dá três desejos: a gente vai pedir paz e saúde para a população e a cura para o coronavírus”.

 

Fioti ressaltou a importância da união entre dois campos tão diferentes como o Funk e a medicina. Segundo ele, “isso nunca aconteceu na história” e há um sentimento de felicidade por poder “ajudar através da música, com alegria, incentivando as pessoas a tomar a vacina”.

 

A letra foi atualizada para a nova gravação:

 “A vacina envolvente que mexe com a mente / de quem tá presente. A vacina saliente / vai curar muita vida e salvar muita gente. Vem cá vacina, tam / Vem cá vacina tam tam tam”.

 

O diretor do Butantan, Dimas Covas, recebeu o MC, de 26 anos, que gravou seu clipe nas dependências da instituição.

“Bum Bum Tam Tam” fez história uma vez, ao viralizar no mundo inteiro e se tornar o primeiro videoclipe brasileiro a bater um bilhão de visualizações no YouTube, agora, o som voltou à tona por causa da vacina. “Esse momento tá sendo surreal. Isso aconteceu do nada e o que me deixa mais feliz é o nosso funk ter se unido com  a medicina. Acho que é o primeiro funk junto com a ciência que vem pra ajudar o nosso povo. Acredito que vá entrar pra história”, comenta MC Fioti.

 

Para o MC, que viu sua vida mudar após o sucesso, esse novo passo é motivo de gratidão. “Sou muito grato por tudo que Deus fez por mim. Quando a música saiu, vivi coisas que jamais sonhei que iria viver, e agora estamos unindo ela à vacina”, diz o MC. O clipe oficial está previsto para essa semana.

Créditos: Suburbano

 

Você pode ouvir uma prévia dessa versão do cantor aqui.

 

O clipe, lançado em 2017,  soma 1,6 bilhão de views e já ficou entre os 30 vídeos mais vistos da história do YouTube em todo o mundo. Assista ao clipe original:

COMPARTILHE ESSA NOTÍCIA

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp