Portal Nosso Meio

SG 360 Internas

Geração Z e o diálogo com a comunicação

Redação

A principal diferença de comportamento entre as gerações é a maneira em que elas consomem conteúdo. Diferente das gerações anteriores intituladas de baby boomers, geração X e millennials, a geração Z, que são as pessoas nascidas a partir da segunda metade da década de 90, é a primeira que já nasceu conectada à internet, dentro de um constante comportamento de busca e com a atenção voltada para as as diferentes plataformas, principalmente as de streaming.

 

A geração Z foi a primeira nascida e criada na era da informação e conectividade, por isso, vislumbra o mundo de forma diferente, principalmente transformando a maneira de pensar, de agir e de consumir cultura, produzindo o conteúdo que consome, sem intermediários.

 

Outro ponto bem importante, se dá nas preocupações em que a geração se enquadra, que consequentemente também divergem se comparadas com as anteriores. Preocupações com o trabalho, qualidade de vida e futuro, ela busca sempre formas de equilíbrio. E isso reflete principalmente em todo o propósito de vida dessa geração.

 

Todo esse comportamento envolve, também, a comunicação, já que é a partir dela que as pessoas interagem com o mundo. No caso da geração Z, mediada pelas redes sociais e mídias digitais, estar atento às formas de comunicação para com ela, torna-se ainda mais importante para as empresas, pois esse grupo valoriza muito a comunidade em que está inserida, levando em consideração a opinião das pessoas que também pensam como eles.

 

Com isso, ter estratégias de comunicação para se comunicar com a geração Z é crucial para um diálogo claro e direto. Separamos quatro pontos que podem facilitar ainda mais nesse diálogo, como por exemplo:

 

1. Mostrar valores de forma clara
Na hora de conversar com esse público, é importante que eles tenham a percepção dos valores e propósitos da empresa, mesmo que de forma subjetiva.

 

2. Ter autenticidade
Buscar pela autenticidade na hora de comunicar é algo que chama a atenção e aproxima o público da geração Z, fazendo com que se conectem com sua marca.

 

3. Produzir conteúdos dinâmicos e de entretenimento
É importante que as empresas viabilizem a sensação de pertencimento para esses jovens que, consequentemente, estarão mais conectados com a marca.

 

4. Usar linguagem e formato adequados
Não basta falar o que eles querem ouvir. É preciso escolher o formato e forma correta de comunicar. É preciso estar onde eles estão, entender seus comportamentos e estar atento às tendências.

COMPARTILHE ESSA NOTÍCIA

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp