Portal Nosso Meio

SG 360 Internas

Dia do Jornalista: Comunicadores reforçam importância do papel do jornalista na pandemia

Redação

Neste 7 de abril, é comemorado o Dia do Jornalista e o Dia Internacional da Saúde, essas datas estão relacionadas na medida em que o mundo vive a a pandemia da Covid-19 e, ao mesmo tempo, nunca dependeu tanto da capacidade da imprensa em levar aos cidadãos informações corretas e atualizadas sobre os acontecimentos.

 

Entre tantas informações, principalmente com a velocidade das redes socias, as Fake News ganharam enorme dimensão e hoje, 7 de abril, Dia do Jornalista, data que homenageia o trabalho dos profissionais da mídia, responsáveis por apurar fatos e levar as informações sobre os acontecimentos locais, regionais, nacionais e internacionais para as pessoas, de maneira imparcial e ética, o Nosso Meio celebra a boa informação e o papel importante do jornalismo, principalmente nos tempos de pandemia.

 

As notícias falsas se espalham 70% mais rápido que as verdadeiras e alcançam muito mais gente. A conclusão é do maior estudo já realizado sobre a disseminação de notícias falsas na internet, realizado por cientistas do Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT, na sigla em inglês), dos Estados Unidos. O novo estudo foi publicado nesta semana na revista Science. Por outro lado, segundo levantamento realizado pela Kantar Ibope Media, 77% do público em Fortaleza confiam nos veículos de comunicação para se manterem informados. Um total de 3,157 milhões de pessoas.

 

 

O jornalista e apresentador da TV Jangadeiro, Julião Júnior ressalta: “em épocas difíceis como esse em que vivemos, eu enxergo o jornalismo como o refúgio da boa informação. Existem muitas tentativas de minar a credibilidade do nosso trabalho, mas elas acontecem porque tem muitas pessoas que querem que o que seja divulgado, seja a verdade delas e não a verdade do bem comum, a verdade que gera interesse na sociedade como um todo e não para pequenos grupos, classes e não para pessoas de forma individual. E essa é a importância do trabalho do jornalista, dos desafios que superamos, temos a necessidade de informar, de mostrar para a população as diversas faces da notícia, não apenas um lado e é nisso que nos baseamos em nosso dia a dia.”

 

Neila Fontenele, apresentadora do programa O POVO Economia na Rádio e colunista do jornal O POVO, afirma que o jornalismo continua sendo uma profissão difícil, desafiadora e necessária, principalmente em meio à pandemia e divisões políticas. “Nós temos a obrigação moral de falar das vidas que estão sendo perdidas, das vidas que estão empenhadas em salvar as pessoas que estão nos hospitais, checar as informações porque há muitos desserviços de grupos políticos que se beneficiam com notícias falsas e nós jornalistas temos um papel importante que é a checagem, apuração e uma divulgação correta das informações para dar esperança para as pessoas e também contar o que acontece na realidade”, explica a comunicadora.

 

A repórter da TV Jangadeiro, Juliana Brito conta que nesses tempos de pandemia e tantas informações, o jornalismo ganha ainda mais peso no dia a dia. “Com tantas fake news se espalhando por aí, o jornalismo tem cada vez mais conquistado a confiança do público por ser sério, por trazer notícias verídicas. O jornalismo acontece 24h, é companheiro da população, as notícias hoje estão na palma da nossa mão, isso facilita demais”, compartilha.

 

Segundo Nayana Agrela, jornalista da agência AD2M Comunicação, durante a pandemia, a necessidade de informações ressaltou ainda mais o papel do jornalismo, entretanto, ampliou a presença das desinformações decorrente das fake news. “Apesar disso, acredito que o público está mais consciente da importância das notícias verdadeiras, que a gente vem percebendo diretamente no aumento da audiência dos telejornais e no radiojornalismo, por exemplo”, esclarece.

COMPARTILHE ESSA NOTÍCIA

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp