Portal Nosso Meio

SG 360 Internas

Campanha Natal Sem Fome 2020 estende prazo para arrecadação de alimentos

Redação

No Ceará, estoque de doações ainda é baixo. Inec promove ações de sensibilização na capital para conseguir atender às instituições cadastradas

 

Dia 23 de dezembro é a nova data de encerramento para a arrecadação de alimentos da Campanha Natal Sem Fome. O prazo foi estendido devido ao grande volume de pessoas que precisam das doações e à meta estipulada para o estado do Ceará – de 36,7 toneladas – que ainda não foi alcançada. O lançamento da edição deste ano ocorreu em outubro. O Instituto Nordeste Cidadania (Inec), responsável pela articulação da campanha em toda a região Nordeste, além do norte de Minas Gerais e Espírito Santo, tem ainda o desafio de conseguir chegar às 120 toneladas arrecadadas, meta estabelecida para abranger todo o seu território de atuação.

 

Ao todo, com o que já foi doado, 50 instituições poderão ser beneficiadas. Só nesta quinta-feira (17), 2 mil cestas básicas já foram entregues. Ainda assim, o Inec contabiliza, só no Ceará, uma fila de espera por pelo menos mais 740 cestas, o que corresponde a mais de sete toneladas de alimentos.

 

Mobilização

Para alcançar a meta de 36,7 toneladas de alimentos, o Instituto realizou uma blitz de sensibilização em vários pontos de coleta de Fortaleza, neste fim de semana. Nos dias 19 e 20 de dezembro, voluntários estiveram presentes nas lojas do Grupo Pão de Açúcar. As lojas do supermercado Super Lagoa e a rede de shoppings Ancar também são pontos de arrecadação.

 

Além das doações de alimentícios não perecíveis, que também podem ser entregues até o dia 23 de dezembro, na Sede do Inec, localizada na Av. Dr. Silas Munguba, 3500, bairro Itaperi; também é possível realizar doações em dinheiro. Os interessados podem acessar www.inec.org.br/natalsemfome ou www.natalsemfome.org.br  e contribuir com qualquer valor, que será revertido para compra de cestas básicas. Qualquer pessoa pode participar individualmente ou com a arrecadação e doação em grupos. Empresas podem também fazer suas doações.

 

Sobre a Fome no Brasil

Segundo O Estado da Segurança Alimentar e da Nutrição no Mundo 2020 (SOFI), relatório anual sobre a fome no mundo desenvolvido pela Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO), a população afetada pela insegurança alimentar moderada e aguda no Brasil aumentou de 37,5 milhões para 43,1 milhões, entre 2016 e 2019.

 

Já os dados da Pesquisa de Orçamentos Familiares (POF) do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgados no último mês de setembro, apontam que mais de 10 milhões de pessoas que convivem com a insegurança alimentar grave no Brasil. Ou seja, mais de 10 milhões de brasileiros têm restrição de acesso aos alimentos ou dividem uma quantidade de comida insuficiente para o número de pessoas que moram na mesma casa. Ainda incluem-se neste quadro as pessoas de uma mesma residência que passam o dia inteiro sem comer nada.

 

Todos esses números ainda não consideram os impactos socioeconômicos da crise do novo coronavírus, o que pode torná-los ainda mais preocupantes. É por isso que, neste ano, o Natal Sem Fome se mostra uma ação ainda mais necessária e emergencial.

 

Sobre o Natal Sem Fome

A Campanha Natal sem Fome é promovida anualmente desde 1993, articulada nacionalmente pela ONG Ação da Cidadania e desenvolvida no Ceará pelo Instituto Nordeste Cidadania (Inec). Além de arrecadar alimentos não perecíveis para a população em situação de vulnerabilidade social, a edição deste ano pretende ainda conscientizar e orientar a sociedade sobre o direito a uma alimentação saudável e à segurança alimentar e nutricional, bem como fortalecer a rede Ação da Cidadania e resgatar a história e os valores do sociólogo Herbert de Souza (Betinho), idealizador da Campanha.

 

Em âmbito nacional a ação conta com a parceria de duas agências da ONU, a Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO) e o Programa Mundial de Alimentos (PMA). Organizações e empresas como Ifood, AME, Mastercard, Lojas Americanas, Camil, Rede de Shoppings Ancar Ivanhoe, Fiocruz e CBF também participarão nacionalmente de toda a Campanha. No Ceará a iniciativa conta, ainda, com a parceria da Ticket, Camed Corretora, Super Lagoa, Defesa Civil do Ceará, Movimento ODS Ceará e Conselhos de Segurança Alimentar e Nutricional (Conseas) do Ceará e de Fortaleza.

 

Sobre a Ação da Cidadania

A Ação da Cidadania foi fundada em 1993 pelo sociólogo Herbert de Souza, conhecido como Betinho, com o intuito de combater a fome e a desigualdade socioeconômica em nosso país e ajudar os mais de 32 milhões de brasileiros vivendo abaixo da linha da pobreza naquele ano. Desde sua criação, a ONG deu início a uma série de iniciativas, sendo o Natal Sem Fome a mais célebre delas. Após dez anos sem ser realizada, a campanha voltou em 2017 e, em 2020, ganhou força total para ajudar dezenas de milhões de brasileiros que vivem abaixo da linha da pobreza, segundo dados do Cadastro Único do Governo Federal.

 

Sobre o Inec

Fundado em 1993, o Instituto Nordeste Cidadania (Inec) é uma Organização da Sociedade Civil (OSC) que tem como foco principal o desenvolvimento sustentável de comunidades na região Nordeste do Brasil. Atua por meio de programas de microfinanças e socioambientais nas áreas cultural, de tecnologia e desenvolvimento comunitário, atendendo crianças, jovens e adultos. É parceiro do Banco do Nordeste na operacionalização dos programas Crediamigo e Agroamigo. É a maior operadora de microcrédito da América Latina. Saiba mais em www.inec.org.br.

 

*Texto Divulgação

COMPARTILHE ESSA NOTÍCIA

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp