Portal Nosso Meio

Anuncie Aqui – Internas

Black Friday 2020 ganha expectativa dos setores

Redação

Apesar da pandemia, profissionais se preparam para nova edição

 

Marcada para acontecer tradicionalmente na última sexta-feira de novembro, logo após o Dia de Ação de Graças nos Estados Unidos, a edição deste ano da Black Friday no Brasil já tem data definida e irá ocorrer no dia 27/11. Apesar da pandemia provocada pelo Covid-19, o setor de vendas mantém alta a expectativa para a realização, principalmente devido a grande adesão do público em compras online durante o ano. 

 

No atual contexto, a Black Friday é considerada a segunda principal data para aquecer o comércio, ficando atrás apenas do Natal. Com o objetivo de manter a organização e evitar aglomerações algumas marcas optaram por antecipar suas promoções apostando em ofertas nos últimos dias do mês de outubro, a exemplo das lojas das Casas Bahia e Ponto Frio que aderiram ao “Esquenta Black Friday” e já disponibilizaram preços mais baixos nas plataformas digitais e lojas físicas.

 

Ações de Marketing Digital

Segundo Marcos Saurin, líder da Myntelligence no Brasil (multinacional de tecnologia focada em marketing digital), a data este ano será marcada pela consolidação das ações de marketing digital que tanto ajudaram o comércio quando estourou a pandemia. Lembrando que estava todo mundo confinado, ele comenta que as lojas e serviços tiveram de ser extremamente ágeis, tiveram de mexer na própria estrutura de vendas e se reinventarem para atender as pessoas remotamente.

 

E foi assim que explodiram ações chamadas de live shoppings, as pick-up stores e o uso intenso do whatsapp para vendas. Saurin avalia que esses serão alguns dos recursos mais usados não só durante a Black Friday, mas também durante o Natal. Para ele, mesmo quem tinha receio de comprar pela internet ou preferia as compras presenciais foi forçado a comprar de outro modo, e agora essas práticas foram incorporadas aos recursos de vendas.

 

Ele acredita que todas essas mudanças vão exigir muita eficiência na gestão dos dados para entender exatamente o comportamento do consumidor e as suas demandas. Por isso, além das tecnologias, é importante a preparação e o entrosamentos dos times. Para isso, o planejamento é fundamental, com um e-commerce e uma comunicação completamente integrados com as lojas físicas. A preparação dos times exige forte treinamento da força de vendas e implementação de war rooms no dia. Também é fundamental estimar custos de publicidade mais altos, os Custos Por Clique (CPC). Uma das pesquisas da Myntelligence com clientes registra que no dia da Black Friday aumenta em média 80% por conta da entrada de muitos anunciantes que aproveitam apenas essa data.

 

Saurin avalia ainda que a Black Friday deve ser estendida por muitas marcas, como vem acontecendo em anos anteriores, ampliando o período de descontos e ofertas para o público, como uma forma de buscar a recuperação pelos problemas causados pela pandemia.

 

Produtos

Como de costume, os produtos mais procurados na Black Friday são os eletrônicos. Pesquisas apontam o crescimento de buscas em itens como TVs, smartphones e notebooks. No entanto, é possível encontrar liquidações também em lojas de roupas, cosméticos, supermercados, e até melhores condições em financiamentos de imóveis e de carros.

 

Black Friday de Verdade

Outra novidade que vale atenção do consumidor é a ação ‘Black Friday de Verdade’, a iniciativa identifica com um selo as lojas comprometidas em oferecer descontos reais, monitorando o preço dos produtos e as boas práticas dos estabelecimentos. 

 

 

 

COMPARTILHE ESSA NOTÍCIA

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp