Portal Nosso Meio

SG 360 Internas

BBB 21: Juliette Freire e o sucesso nas redes sociais

Redação

Entre os participantes do “Big Brother Brasil 21”, Juliette Freire tem mostrado um enorme desempenho nas redes sociais e está fazendo história na edição. A paraibana bate um recorde atrás do outro. Neste domingo, Juliette alcançou 20 milhões de seguidores no Instagram, a participante de 31 anos entrou no programa com pouco mais de 3 mil seguidores no Instagram e vê esse número aumentar a cada dia. Apesar do aplicativo do Facebook ser o ponto de maior sucesso, a BBB tem números muito relevantes em outras redes sociais, sendo 1,8 milhão no Twitter e 3,6 milhões no TikTok.

 

Chamada de debochada na casa, Juliette também sabe ser muito engraçada e demonstra ter raciocínio rápido. No último jogo da discórdia, na noite de segunda-feira, a sister deu a melhor resposta quando ouviu de Gilberto que ela não secava suas lágrimas quando chorava. “Eu não seco porque eu sou maquiadora. Se eu secar, borra”.

 

 

Ao entrar no programa da Rede Globo, Juliette escolheu a sócia no estúdio de maquiagem e o marido dela, Deborah Vidjinsky e Hauyna Tejo, como administradores de seu perfil. Porém, em pouco tempo o casal notou que não seria possível dar conta de todas as redes sociais com excelência e começou a montar uma equipe que hoje conta com 18 pessoas, entre redatores, designers, editores e produtores de conteúdo que se revezam entre todas as plataformas que a participante está presente durante 24 horas por dia.

 

Além de rápidos, o “Time Juliette”, nome dado aos responsáveis pelos perfis da paraibana, apostou em uma estratégia multiplataforma para almejar o sucesso. Existem pessoas que chefiam o conteúdo de cada rede social da BBB, elas são chamadas de “head de conteúdo”.

 

“Desde o começo a gente quis ser multiplataforma, tentou estar presente em todas as principais redes sociais. Até em coisas que não têm necessariamente chats, como Spotify, mas que também têm público”, explicou Candy Ferraz, head de conteúdo do Twitter de Juliette Freire, em uma live feita pela equipe.

 

“O Twitter é uma rede para narrar 24h, acompanhar tudo. O Instagram também. O TikTok é diferente, é uma plataforma de dublagem, de música, de humor. Temos um alcance imenso com arquivos de vídeos de tutoriais de maquiagem e de pérolas, com várias falas engraçadas. Também pego muito as pessoas dublando Juliette e vou interagindo com os seguidores o tempo todo, em todos os comentários”, afirmou Rallyson Chaves, head do Tiktok e Spotify.

 

“O Instagram é a rede mais utilizada pelos brasileiros, e a gente se aproveita disso. Damos continuidade ao programa, com edições e vídeos. As pessoas querem ver mais sobre o programa e sobre Juliette. Como já sabemos o que faz sucesso, fazemos o direcionamento dos conteúdos para que eles alcancem cada vez mais pessoas”, afirmou Têca Falcão, head do Instagram.

 

“A audiência vem para ver Juliette. Mas se o conteúdo não for atrativo o suficiente, a gente não retém. Então nossa estratégia é ter sempre conteúdo relevante, que gere identificação. E assim a gente atrai, e também engaja e fideliza a audiência. Tentamos dar uma mesclada entre pautas importantes e engraçadas”, compartilhou a amiga e responsável geral das redes sociais Deborah Vidjinsky.

 

O Nosso Meio convidou o publicitário e especialista em marketing digital, Lauro Marcus, para analisar o sucesso da participante com as estratégias nas redes sociais. Confira:

 

Não chegamos sequer ao meio do ano, mas já temos o nome do case e do fenômeno de 2021: Juliette Freire. A advogada e maquiadora, natural da Paraíba, que vem se firmando como uma das favoritas ao prêmio de 1,5 milhão de reais, conquistou um feito incrível: o seu crescimento como influenciadora digital atingiu níveis jamais vistos antes em qualquer edição do reality Big Brother Brasil. A taxa de engajamento do perfil dela no Instagram é absurda: 7,6%. Para você ter uma ideia do quanto isso é significante, aqui estão algumas referências: a taxa de engajamento do perfil da Beyonce é de 1,2%; da Ivete Sangalo, 0,7%; da Anitta, 1,7%; e da Manu Gavassi, 1,4%.

 

Só no Instagram, a Juliette saltou de pouco mais de 3 mil seguidores que tinha – antes de entrar no BBB – para 20 milhões de seguidores. Isso até o momento em que estou escrevendo essa análise, porque os números continuam subindo num ritmo acelerado todos os dias. De desconhecida e participante “Pipoca” da atração, a Juliette já ultrapassou e tomou o pódio até da Viih Tube, a participante “Camarote” que mais tinha seguidores nesta edição do Big Brother Brasil.

 

Está certo que, pela visibilidade que o programa tem, principalmente por conta das duas últimas edições, esse ‘BOOM’ de seguidores é relativamente fácil de explicar. Mas, se fosse tão simples assim, aconteceria para todo mundo, né? E não é assim que funciona. No caso da Juliette, esse sucesso todo veio da identificação que o público teve com ela, com a sua personalidade, com o seu jeito, com as suas atitudes e com a sua postura. E isso foi muito bem alinhado e construído também através do marketing de conteúdo das suas redes sociais.

 

Se dentro da “casa mais vigiada da Brasil” temos uma mulher verdadeira, sem papas na língua, divertida, sem medo de falar o que pensa, falível, humana, que admite os seus erros e conhece suas virtudes, aqui – do lado de fora – não é diferente. A equipe de administração e gestão das redes sociais da Juliette, formada por amigos dela, são um reflexo do que ela é como pessoa, amiga e batalhadora. E é justamente aí que mora uma boa parte de todo esse sucesso. É aqui que a identificação e a conexão com o público tornam-se tão fortes.

 

É por isso que, quando falamos sobre construção de marca, independente de ser a sua própria ou a de uma empresa, é fundamental estreitar a relação com o seu público, criar uma identidade própria e construir uma comunidade sólida que trazem inúmeros benefícios para ambos os lados.

 

Ainda não sabemos se a Juliette vai se confirmar como a campeã dessa edição do BBB, mas o verdadeiro prêmio já veio e ela sairá como uma grande vencedora. Muitas marcas já estão de olho nela e criando estratégias para aproveitar toda essa conexão e todo esse engajamento que ela tem com as pessoas para depois do término do programa. E, como ela mesmo diz, “vai ser paaaauuu!”.

 

Estratégias de Comunicação

Entre memes com bordões e frases cômicas de Juliette, vídeos de apoio de celebridades torcendo por ela e assuntos abordados no programa que envolvem indiretamente e diretamente a participante, a equipe inclui no planejamento ações de posicionamento, uma delas foi o comentário da participante Sarah Andrade quando diz que Juliette incomoda ao falar do Nordeste muitas vezes, parecendo ter o objetivo de chamar atenção. Logo, a equipe de Juliette uniu mulheres nordestinas recitando um poema pedindo respeito e elogiando o Nordeste, como Elba Ramalho, Solange Almeida, Gessica Kayane, Lucy Alves e outras. Confira:

 

 

COMPARTILHE ESSA NOTÍCIA

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp