Portal Nosso Meio

Anuncie Aqui – Internas

Baianinho, o mascote da Casas Bahia, cresce e vira porta-voz da rede varejista

Redação

Mais jovem e agora chamado CB, mascote ganha o papel de influenciador digital da marca

 

Quando ele surgiu na comunicação das Casas Bahia, usava chapéu de couro típico dos vaqueiros nordestinos, mas também bombachas, usadas pelos gaúchos, numa representação que ia do brasileiro de Nordeste a Sul do Brasil, mas dessa forma mais caricata. Com o passar dos anos, o “Baianinho” foi deixando de ter essas marcas regionais, mas o que não mudava muito era seu papel bastante secundário na comunicação da marca, o que começa a ser alterado a partir desta sexta-feira, 16.

 

Ele reaparece na mídia, agora como um adolescente chamado CB, que se apresenta ao público falando sobre si mesmo, inclusive usando a linguagem de libras quando revela seu nome – lembremos que a versão mais infantilizada do personagem não falava. A novidade começa a ser divulgada nesta sexta-feira, 16, nas redes sociais da marca e no domingo, 18, em rede nacional, por meio do filme “Quero ser grande”, criado pela Y&R. Depois disso, uma nova ação no digital, batizada “Evolução”, co-criação entre o estúdio Miagui e Y&R, será lançada na terça-feira, 20, e mostrará a evolução da criança ao adolescente CB, nas redes sociais da Casas Bahia (Facebook e Instagram).

 

Ilca Sierra, diretora de Marketing e Comunicação Multicanal da Via Varejo conta que o personagem até pouco tempo estava praticamente restrito a materiais de ponto de venda e sinalização nas lojas. Mas desde que a companhia adotou, em julho, o posicionamento “Nossa casa é o Brasil, nossa causa é o brasileiro”, o baianinho já começou a estar mais presente nas redes sociais da marca. E a partir de agora ele parte totalmente para um papel de maior protagonismo.

 

“Estamos entrando em um segundo e importantíssimo capítulo nessa evolução do reposicionamento da marca. Ele vem agora como um influenciador digital, para dar mais luz aos nossos valores no novo posicionamento, sendo guardião de temas como sustentabilidade e diversidade”, pontua Ilca. Segundo a executiva, a companhia realiza ações de economia circular desde 2008, mas isso ficava fechado na marca institucional e a informação não chegava ao consumidor final. Em outro projeto, o Reviva, que existe desde 2015, são recicladas 10 mil toneladas de resíduos por ano, beneficiando 250 famílias de cooperados, e CB, que é um ativista das causas ambientais, passará a dar visibilidade a esse tipo de iniciativas e a falar de temas como logística reversa.

 

Hiper-realismo

O estúdio Miagui, responsável pelo novo visual mais realista de CB, já tinha feito uma releitura do personagem em 2015, numa campanha de games que segundo a empresa foi muito bem recebida pelos públicos interno e externo.  “Recebemos o convite da Via Varejo como um grande presente. Com tamanha responsabilidade, tomamos o cuidado de estudar toda a evolução do personagem ao longo dos anos para identificar quais as características o tornam único e reconhecível. Nossa abordagem foi manter a essência do personagem original, incorporado em uma linguagem mais moderna, lúdica e hiper-realista, inspirada por produções high end de estúdios como Disney e Pixar”, comentou Cássio Braga, diretor criativo do Miagui, em nota.

 

CB, agora, é mais moreno que sua versão anterior, tem cabelo menos estático, está mais moderno e usa uma pulseira que representa seu engajamento com a causa da sustentabilidade.

 

Outra frente importante de atuação do personagem passa a ser o contato com os clientes e potenciais clientes da Casas Bahia no ambiente digital. “Ele vai pilotar totalmente as redes sociais da marca”, conta Ilca. Isso significa que caberá a ele anunciar ofertas, promoções e outras oportunidades aos seguidores da Casas Bahia, que gostam de acessar novidades em primeira mão. Embora haja expectativa de que ele até eleve esse número de seguidores, tanto ou mais importante que isso, é o engajamento esperado, uma vez que num teste fechado o “novo baianinho” teve alta aceitação tanto entre jovens quanto em relação a pessoas mais velhas (incluindo colaboradores com mais tempo de casa na companhia). Ilca Sierra ainda mantém tom de mistério sobre as iniciativas da Casa Bahia para a Black Friday, mas garante que ele estará mais ativo que nunca.

 

*Texto Divulgação

COMPARTILHE ESSA NOTÍCIA

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp