Portal Nosso Meio

SG 360 Internas

Agências Cearenses e a Pandemia: empresas destacam apoio psicológico de profissionais para equipe

Redação

A pandemia trouxe desafios para os diretores de agências de comunicação, o principal foi superar as dificuldades e se manter funcionando. As agências tiveram que se reinventar durante a crise apostando em medidas e inovações que ajudam na gestão da empresa. O bem-estar da equipe se tornou ainda mais importante durante a pandemia, ações de apoio psicológico aos colaboradores foi uma das aliadas nesse processo de superação, mostrando-se eficaz para os objetivos de cada empresa.

 

Nesta terceira matéria da série exclusiva do Nosso Meio “Agências Cearenses e a Pandemia”, conversamos com as agências: Acesso Comunicação, Leme Digital e Café Novo Comunicação.

 

Acesso Comunicação

A Diretora, Ana Celina Bueno, compartilha que muito antes da pandemia já organizava a equipe para o trabalho híbrido. “Investimos em infraestrutura e segurança, de forma que todos pudessem acessar o servidor e o sistema da agência de onde estivessem. Isso foi fundamental. Estamos há mais de um ano com todos em home office sem nenhum problema de produtividade. Cuidamos de apoiar nossa equipe com infraestrutura para o trabalho, então distribuímos os computadores, cadeiras e mantivemos o pagamento de vale refeição como forma de dar uma pequena ajuda na economia doméstica, uma vez que a energia e internet da casa de cada um teve aumento de custo”, conta.

 

“Nossos processos ficaram um pouco mais burocráticos, mas isso garante a informação e alinhamento de toda equipe. Temos reunião de pauta todos os dias às 8h30 da manhã, alinhamos as prioridades de cada cliente e marcamos as diversas necessidades de conversas entre subgrupos em função dos ‘Jobs do dia’. Funcionamos bem na comunicação nos grupos de whatsapp e ao final do dia, as entregas de cada um é registrada”, explica.

 

Ana Celina destaca que tem uma uma preocupação com o aspecto emocional de todo esse novo modo de vida e trabalho “desde o ano passado temos uma psicóloga que cuida de todos nós atuando coletiva e individualmente proporcionando momentos bacanas. Fruto desse trabalho é uma rede social privada que chama Desacelera e por onde brincamos, trocamos dicas de livros e filmes, fazemos memes, mandamos música, recados e assim o dia a dia vai ficando mais leve”, destaca a diretora. “Temos reuniões frequentes com os clientes onde vamos avaliando a operação e ajustando o necessário. Sentimos falta das interações e do olho no olho, mas já temos a certeza de que não voltaremos da mesma forma que antes”, finaliza.

 

Leme Digital

A Diretora de Comunicação Jordânia Caetano, explica “em 2020, tivemos um grande desafio assim como todas as agências, que foi essa adaptação a uma nova forma de viver e principalmente de trabalhar. Após os primeiros casos confirmados em Fortaleza, nós adotamos de imediato o modelo home office para todos da equipe. Disponibilizamos computadores de mais recursos para que as pessoas tivessem condições de realizar as entregas mesmo em casa, com segurança. Diferente de algumas agências que estavam com dificuldades em relação a retenção de alguns clientes, a Leme experimentou um ‘boom’ de crescimento. A demanda dos nossos clientes aumentou muito rápido, e a gente conseguiu fechar outros grandes clientes no período. Então, somada a toda essa mudança com a equipe que a gente já tinha, tivemos que contratar novas pessoas para atender esses novos clientes”, afirma.

 

Jordânia conta que pensando na gerência do time de forma remota, adicionou à rotina da equipe algumas ferramentas como Slack, onde centralizou tudo que fosse relacionado aos trabalho dos clientes, e deixando o atendimento aos grupos de clientes apenas no WhatsApp. “Uma outra coisa que a gente percebeu que seria necessário, foi a questão das reuniões com toda a equipe de formas pontuais para falar não somente de trabalho, mas também para que eles se vissem, pudessem conversar sobre assuntos que não fossem relacionados ao trabalho também, porque a equipe da Leme sempre foi uma equipe muito unida. Então, tem o fato de que, às vezes, as pessoas em suas casas não tinham o melhor ambiente de trabalho, e a própria ida para a agência era uma fuga da rotina, era um momento que era trabalho, mas também era um momento relaxante. Nessas reuniões online, a gente conseguia extravasar um pouquinho e a gente conseguiu lidar com isso de uma forma muito boa”, esclarece.

 

Sobre o bem-estar psicológico da equipe, a diretora de comunicação da Leme diz que os gestores sempre mostraram estarem abertos para conversa, mandando mensagem, perguntando se precisavam de algo ou opinião sobre melhorias. “Algumas ações a gente fazia um recadinho falando sobre como era importante também dar uma pausa para respirar, relaxar, para depois voltar para o trabalho. Em ocasiões especiais, nós enviávamos alguns mimos, e percebíamos que a equipe ficava feliz de contar com esse apoio porque a gente sabe que a saúde mental deles estava muito delicada. No mês de janeiro, tivemos uma psicóloga para conversar com a equipe e tivemos vários feedbacks positivos em nosso grupo interno de WhatsApp. Agora em março, retornamos uma ação com essa mesma psicóloga, que chama ‘Jornada de Autoconhecimento e Bem-estar’, com quatro encontros semanais, onde vamos trabalhando diversos pontos, falando sobre ansiedade, produtividade em tempos pandemia. Então, tem sido encontros de uma hora online, com a psicóloga. Tem sido muito positivo e gerado feedbacks muito bacanas para a gente. Acreditamos que o ano, realmente, foi único e de muitas mudanças, mas que a gente não estaria onde estamos, se não fosse a nossa equipe e a vontade de todos eles fazerem com que a empresa fosse cada vez mais longe”, explica.

 

Café Novo Comunicação

De acordo com Francisco Arrais, Diretor de Criação da Café Novo Comunicação, há mais de quatro anos toda a equipe já trabalha em formato home office. “Alguns dos cafeinados da equipe moram em outros estados do país. Então, já temos uma certa experiência sobre a gestão das demandas e projetos de forma remota. Todos sabem de forma clara o que precisa ser feito e entregam sempre o melhor. Essa autonomia das pessoas faz parte do nosso DNA, sempre incentivamos e confiamos na qualidade do que os cafeinados entregam, tanto na redação quanto criação publicitárias”, explica.

 

Arrais comenta que algo que a agência faz desde a fundação em 2012 é contar com apoio psicológico de profissionais com foco no bem-estar mental das pessoas da equipe. “A Café Novo é reconhecida pela Dialogus Consultoria como uma empresa socialmente responsável e contamos apoio de psicólogos para dar suporte quando necessário. Realizamos bate-papos onde a direção pede feedbacks à equipe e assim tentamos fazer da agência um ‘espaço’ mais democrático e participativo. Incentivamos leituras e vídeos e realizamos debates sobre meditação, psicologia e filosofia. São ações que visam, antes de tudo, a qualidade da saúde mental das pessoas, pois elas precisam se sentir bem e ser felizes. Apoiamos com suporte financeiro na aquisição de medicamentos ou atendimentos médicos quando é necessário”, destaca.

 

Confira também:

COMPARTILHE ESSA NOTÍCIA

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp