Portal Nosso Meio

Lista de transmissão

A campeã Juliette e as ações estratégicas de comunicação que marcaram a trajetória da paraibana

Redação

O Big Brother Brasil projetou desde 2002 muitos nomes ao mercado publicitário e realizou inúmeras ações de merchandising e patrocínio. Fazendo com que o programa, por si só, fosse um grande case de Marketing. Nesta edição, os profissionais de marketing tiveram uma aula em tempo real sobre diferentes pontos de estratégia. Tudo isso por causa da participante que se tornou ícone da edição: Juliette Freire.

 

A vencedora do prêmio conseguiu em 100 dias de programa, um feito que muitas marcas e influenciadores sequer conseguiram em anos: a ascensão de sua conta em rede social de três mil seguidores para mais de 26 milhões (e segue aumentando) com um engajamento que deixa Beyoncé, Kim Kardashian, Cristiano Ronaldo e Anitta para trás.

 

A paraibana, maquiadora e advogada conquistou mais de 17 milhões de interações em sua conta na rede social conforme relatório da mLabs, ferramenta de gerenciamento de redes sociais. Em março, faltando mais de um mês para a final do programa, a taxa de engajamento da participante do BBB21 era de 7,6% – para fins de comparação, Anitta possui 1,7% e Beyoncé 1,2%.

 

Uma análise feita para entender o que fez com que tantas pessoas passassem a seguir a maquiadora foi perceber que o segredo está em o que ela é, o que ela representa e o que realizaram estrategicamente para ela. Não existiria Juliette sem a equipe por trás coordenando todas as ações em redes sociais, assim como não existiria Marketing bom o suficiente para sustentar uma personagem. O carisma e a história de Juliette, dentro e fora da casa, juntamente com uma boa gestão de mídias sociais foi essencial para que os brasileiros a abraçassem como favorita ao prêmio de R$ 1,5 milhões.

 

 

 

Torcida

O time gerenciando as redes sociais que mais geram buzz no momento conta com Huayna Tejo e Maria Tereza Falcão como Head de Social Media dos perfis Juliette Freire. Falcão e Tejo estão à frente deste trabalho que alavancou a imagem da sister em diversas redes sociais (Instagram, Twitter, Facebook, Tik Tok e em grupos de Telegram). A profissional assumiu essa responsabilidade após o convite de Deborah Vidjinsky, uma amiga de Juliette, logo que a participante foi anunciada como membro da edição. Outros especialistas se juntaram à equipe responsável pela torcida chamada de “Cactos”: Candy Ferraz (responsável pelo Twitter) e Rallyson Targino (responsável pelo TikTok). Sempre atentos, eles alimentam as redes sociais com base em Storytelling, aproveitam todas as mídias geradas dentro da casa e as produzidas antes da entrada da sister no BBB. Nenhuma rede fica sem diálogo com os seguidores. A constância e a coerência do conteúdo com quem a participante se mostra dentro da casa também faz com que haja ainda mais conexão dos seguidores com quem ficou responsável pelas contas da paraibana.

 

Muito além do que puxar mutirões ou repostar vídeos de dentro da casa, há uma comunicação que fala com o público externo, muito além do que o jogo pede. Se Juliette canta uma música e algum seguidor a posta cantando, o perfil reposta. Se alguém compõe o look igual ao da participante, logo ganha visibilidade nos Stories. Cada artista que foi se identificando com a big sister também colaborou para a alta projeção que ela ganhou. Cada fala dela dentro da casa, era corroborada com alguma foto antiga ou vídeo que explicasse o que ela dizia. A atenção dada quase que de imediata e cordial, portanto, foi essencial para a fidelização do público. Alimentar um feed de maneira relevante e constante não foi papo para amador: ali, além de especialistas, são utilizadas ferramentas de Marketing Digital que auxiliaram do agendamento de posts a própria escolha de conteúdo, estudando muito bem o SEO. Afinal, o nome Juliette está na boca do povo. De acordo com o Google Trends, antes do início do programa o termo “Juliette” sequer figurava entre algum dos procurados e no dia 2 de abril de 2021 já era um dos mais populares. A ascensão pela busca do nome da participante começou após o primeiro dia de confinamento.

 

Publicidade e Juliette

Carisma, comprometimento e engajamento. A paraibana reúne tudo que as marcas desejam ao trabalhar com um influenciador. O profissionalismo apresentado pela equipe da participante do BBB aliado ao comportamento apresentado por ela dentro casa faz com que o interesse em a ter em uma campanha seja alto. Além de já cotada para ações com as marcas patrocinadoras do BBB – como Avon, PicPay, Fiat, Hoteis.com e Americanas -, a advogada já é procurada para realizar campanhas com Riachuelo, L’Oréal Paris, Chilli Beans, entre tantas outras. Dois exemplos de como a imagem dela é capaz de impulsionar vendas vem das marcas Pippo’s e Lacta.

 

O sucesso repentino de Pippo’s surgiu após um áudio vazado de WhatsApp em que a sister mandou para uma amiga sobre uma verdadeira peregrinação atrás do salgadinho da marca São Braz. Na conversa Juliette conta que está tentando encontrar Pippo’s nos supermercados e não consegue encontrar. “Isso só pode ser piada com minha cara, não tem Pippo’s também. Eu não estou acreditando!”, disse no áudio. A repercussão fez com que o produto fosse bastante procurado e até vendido por um valor mais alto do que o normal: geralmente custando em torno de R$ 2,50, foi possível ser encontrado por R$ 4,40!

 

 

Outro case foi da ação de Páscoa da Lacta dentro do BBB. O ovo de chocolate Oreo Tripla Camada, escolhido por Juliette, chegou a estar esgotado tamanha procura. A marca aproveitou a boa repercussão para engajar nas redes e vender ainda mais.

 

 

Leia também:

BBB 21: Juliette Freire e o sucesso nas redes sociais

Big Brother Brasil e o impacto da imagem dos participantes nas marcas

Rede Snack divulga o ranking de crescimento dos participantes do BBB 2021 no Instagram

Piraquê promove Festa Original no Big Brother Brasil 21

COMPARTILHE ESSA NOTÍCIA

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp