Portal Nosso Meio

SG 360 Internas

A aposta da Ambev para o futuro: a nova diretora de saúde mental

Redação

A Ambev, multinacional de bebidas, anuncia transformação na cultura da empresa conhecida pelo forte foco em metas e meritocracia. Um sinal disso foi em setembro quando lideranças da empresa compartilharam durante evento virtual os maiores erros de suas carreiras. A “permissão” para errar é um dos sinais da nova direção que a companhia está buscando, segundo Mariana Holanda, a primeira diretora de Saúde Mental da Ambev, cargo criado em junho desse ano.

 

“A gente precisa trazer um olhar para o ser humano na sua totalidade. Na companhia, já vínhamos antecipando essa conversa ao trazer atenção para características como vulnerabilidade, empatia, escuta propensa ao outro”, fala a diretora.

 

A cervejaria percebeu que a inovação passaria pela área de gestão de pessoas, trazendo formas diversas de pensar e oferecendo um espaço seguro para os funcionários testarem ideias novas. Afinal, após uma década de pesquisas, o Google concluiu que o ingrediente secreto das equipes de alta performance não é a pressão por resultados, mas a segurança psicológica.

 

A aceleração de demandas e o ambiente de alta pressão são alguns dos fatores que tornaram a saúde mental uma das principais preocupações da Organização Mundial da Saúde bem antes da pandemia. Com a crise da covid-19, o problema cresceu: uma pesquisa da Workana mostra que 43,7% dos trabalhadores sentiram algum sintoma de prejuízo mental durante a pandemia.

 

Antes da pandemia, dados da Organização Mundial da Saúde já apontavam o Brasil como o que tem o maior número de pessoas ansiosas do mundo.

 

Nesta semana, ocorreu o Summit de Saúde Mental nas organizações, um evento organizado pela Exame junto com a Cia de Talentos, o Hospital Albert Einstein e a consultoria Get Ahead.

 

Com presença de especialistas nacionais e internacionais sobre o tema, as palestras online e gratuitas relatam sobre como tratar a saúde mental como um problema urgente e sua solução como parte da estratégia das empresas.

 

Na entrevista, a nova diretora da Ambev conta que o caminho é longo e que, mesmo sendo pioneira na área, a cervejaria está sujeita a erros.

 

“É difícil. Não é fácil, não. Sabemos que somos a empresa que está inovando nesse sentido, tendo essa diretoria. O que não quer dizer que temos todas as respostas, muito menos que não vamos errar”, fala.

 

“Eu insisto em dizer isso. O que quer que façamos, estamos fazendo porque acreditamos que é o melhor. E podemos cometer erros, voltar e começar de novo. Toda a transformação da cultura, da Ambev e de outras empresas, principalmente daquelas que foram obrigadas a passar por uma transformação digital, deve passar pela alta liderança. Enquanto os líderes não internalizam a transformação da mentalidade, tudo continua girando em círculos. Transformar não é comprar um laptop ou investir em sistemas”, comenta.

 

Publicado originalmente em https://exame.com/carreira/a-aposta-da-ambev-para-o-futuro-a-nova-diretora-de-saude-mental/ 

COMPARTILHE ESSA NOTÍCIA

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp